Aleitamento.com
AmamentaçãoMãe CangurúCriançasCuidado PaternoHumanização do PartoBancos de Leite Humano Espiritualidade & Saúde DireitosProteçãoPromoçãoILCA / IBCLCConteúdo ExclusivoTV AleitamentoGaleria AMNotíciasEventosSites e BlogsLivrariaCampanhas
 
Faça seu login e utilize ferramentas exclusivas. Se esqueceu a senha, acesse o "cadastre-se" e preencha com seu e-mail.

\ Cuidado Paterno \ Geral \ Artigo

NOVO papel do PAI na criação dos FILHOS: Estudos mostram mudanças

Por: Marcus Renato de Carvalho - Biblioteca da Universidade de Pais

Papel do pai na criação dos filhos está mudando

 

 

 

Na atualidade, ele não é visto apenas como provedor, mas também como importante no desenvolvimento infantil.

 

 

 

 Agência Notisa Na visão jurídica, a paternidade é estabelecida no momento em que o pai reconhece e concede seu nome a seu filho.

 

Mas no dia a dia como é estabelecida a função de um pai?

 

É isso que o estudo de Carina Bossardii e Mauro Luís Vieira, pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina, procura responder. Segundo os psicólogos, as mudanças pelas quais as famílias estão passando vêm gerando redefinições nas atribuições e responsabilidades de cada progenitor.

 

Publicado ano passado na

Revista de Ciências Humanas,

o estudo

“Cuidado paterno e desenvolvimento infantil”

mostra que o padrão ideal que vem sendo constituído é de um pai participativo e envolvido com a família e com o filho. “Este fato demarca um aumento nas funções paternas que agora inclui o vínculo com a criança e a responsabilidade no cuidado parental. Porém inda não vemos necessariamente uma igualdade com as tarefas da mãe”, explicam os autores no artigo.

 

Segundo o estudo, atualmente encontramos famílias com diferentes configurações e estruturas, coexistindo modelos familiares mais tradicionais (visão do pai como provedor e mãe, cuidadora), outros em que maridos e esposas dividem tarefas domésticas e educativas e ainda mulheres como as principais mantenedoras do lar, assumindo todas as responsabilidades dentro da família.

 

Entender como se dá a paternidade no meio dessas mudanças é, segundo os pesquisadores, fundamental.

 

“O pai não deve ser excluído da responsabilidade de cuidar da criança, precisa, portanto, de incentivo e espaço para desenvolver seu papel. A questão centra-se em buscar entender como o homem vem se adaptando às transformações e definir a paternidade na atualidade”,

 

afirmam no estudo.

 

Para ver o artigo na íntegra, acesse: http://www.journal.ufsc.br/index.php/revistacfh/article/view/15956/14442.

 



 


Última atualização: 18/10/2011

 

Curtir

Comentários


Essa é uma área colaborativa, por isso, não nos responsabilizamos pelo conteúdo. Leia nossa Política de Moderação.
Caso ocorra alguma irregularidade, mande-nos uma mensagem.

 

Depoimentos

Gostou do site? Ele te auxiliou em algum momento? Deixe seu depoimento, assine nosso livro de visitas! Clique aqui.

Quem Somos | Serviços | Como Apoiar | Parceiros | Cadastre-se | Política de Privacidade/Cookie/Moderação | Fale Conosco
O nosso portal possui anúncios de terceiros. Não controlamos o conteúdo de tais anúncios e o nosso conteúdo editorial é livre de qualquer influência comercial.
Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência. Ao navegar no mesmo, está a consentir a sua utilização. Caso pretenda saber mais, consulte a nossa Política de Privacidade/Cookie.
24 Ano no ar ! On-line desde de 31 de julho de 1996 - Desenvolvido por FW2 Agência Digital